Ação de Despejo.

advogado, ação, despejo

Para quem reside de aluguel, realmente, não é nada fácil ter que separar um montante todo final de mês para pagá-lo! Afinal de contas, temos muitas despesas e nada sobra no final do mês. Esse é um assunto que pode ter sua relevância tanto para o locatário quanto para o locador, pois nem todas as pessoas sabem quais são os seus direitos e seus deveres, ou seja, as normas e penalidades que serão imputadas no caso de falta de pagamento. A ação de despejo tem lugar quando o proprietário de um imóvel quer reaver a posse, mas o inquilino não o devolve amigavelmente. Temos duas formas principais que justificam o despejo:
Despejo por denuncia vazia e Despejo por falta de pagamento. O despejo por denuncia vazia pode ser requerido quando termina um contrato de locação firmado por escrito com prazo superior a 30 meses e o inquilino não desocupa o imóvel amigavelmente. Tal direito se encontra regulamentado na lei 8.245/91. E recomendável, antes do início da ação, a notificação extrajudicial do inquilino notificando-o oficialmente da intenção do locador de reaver o imóvel. Já o despejo por falta de pagamento e a forma mais comum de despejo. Neste caso o locador pode pedir o despejo e ainda cobrar os alugueis atrasados.